top of page
Search
  • biancakachani

O jeito como ele vai embora

Updated: Apr 18, 2023

Começo esse texto com um poema da Rupi Kaur (que aliás nunca falha em me representar em todas as circunstâncias possíveis):



Traduzindo para o português, seria algo como "O jeito como vão embora diz tudo".


Pois bem, Taylor escreveria uma música, eu escrevo textos para o meu blog. E lá vou eu expor minha vida amorosa na internet mais uma vez.


Sem mais eufemismos: levei um ghosting.


Se você não está familiarizada com o termo em inglês, basicamente é quando uma pessoa com quem você se relaciona em qualquer nível simplesmente decide sair da sua vida sem te avisar e ignora todas as suas formas de contato. Seria o famoso "dar perdido", se formos pensar em expressões brasileiras certeiras.


Admito que não achei que passaria por isso em pleno 2022 – mas a vida tá aí para nos surpreender, não é mesmo?


Sempre confiei muito nas pessoas. Acredito no que elas me dizem, tomo como verdade a forma como verbalizam seus sentimentos. E, talvez esteja romantizando, mas eu até gosto de ser assim.


Acontece que tem muita gente dissimulada nesse mundo (risos) e que nem sempre é sincera com o que sente – embora acredite que as pessoas podem sim ser verdadeiras e em algum momento mudar de ideia. Mas isso precisa ser comunicado. Sempre. (Só parar de responder mensagens não é uma opção, tá bem? Então tá bem).


Aquele papo de responsabilidade afetiva, sabe?


É de uma covardia imensa a pessoa que não consegue simplesmente dizer que não quer mais. Ou, pior, a pessoa que insiste em afirmar que quer continuar com você mas vai se afastando aos poucos, até atracar o barco no cais do ghosting.


Bem, o problema é que o ghosting causa efeitos na gente. Tipo paranoia, ansiedade, dor de barriga, profundo auto-questionamento, te deixa cheia de dúvidas e presa àquela pessoa, se perguntando se ela vai voltar e tentando entender o que levou ela a fazer algo que, na verdade, nada mais é que falta de maturidade e cuidado.


Rejeição é uma coisa. O ghosting é outra completamente diferente.


Vanessa me disse que se apaixonar não machuca.


Este texto não é uma indireta ou mensagem para alguém específico. Mas se você estiver lendo e a carapuça servir, talvez seja.


Acho que nada fala mais sobre uma pessoa do que o jeito como ela vai embora.

Comments


FIQUE POR DENTRO

Thanks for submitting!

ME SIGA NO INSTAGRAM

  • Instagram
No tags yet.

POST ARCHIVE

bottom of page